Comunicação

Notícias

Prefeita Fátima Marinho faz balanço de 2017 e anuncia metas para 2018

Na fala da gestora, um balanço das ações realizadas pela administração em 2017 e as metas do executivo

A prefeita Fátima Marinho fez, nesta terça-feira (20), a leitura da mensagem anual na Câmara Municipal de Canguaretama. Na fala da gestora, um balanço das ações realizadas pela administração em 2017 e as metas do executivo municipal para este ano. Confira a mensagem abaixo na íntegra! “Senhoras vereadoras, senhores vereadores: Mais uma vez, envio à Câmara Municipal de Canguaretama palavras que reforçam o nosso compromisso com a transparência e com a verdade. Mais uma vez, dirijo-me voluntariamente ao Poder Legislativo do município, com o objetivo de prestar contas da nossa administração e compartilhar as metas traçadas para o ano que se inicia. Em todos os municípios do Brasil – e em Canguaretama não é diferente –, a palavra mais repetida ao longo do último ano foi “crise”. E isso não aconteceu por acaso. De fato, nunca foi tão difícil administrar uma cidade, com quedas de repasses federais, como o Fundo de Participação, de até 40%. São poucos recursos e muitas contas a pagar. Contas atuais, mas também contas antigas. Para termos uma noção precisa do quão grave é o problema, trago alguns números. Canguaretama, como consta nos portais da transparência do Governo Federal e do município, recebe todos os meses em média R$ 1,6 milhão para garantir a remuneração do magistério e o pagamento de dispesas diversas relativas à manutenção do desenvolvimento do ensino. No entanto, no ano de 2017, a Prefeitura precisou encontrar outros R$ 3,7 milhões para honrar apenas com os salários e as obrigações sociais dos professores e servidores concursados da Educação, sem falar nos extras necessários para investimentos nas escolas e creches do município. Isso significa que a receita do Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação, o Fundeb, hoje é insuficiente até para pagar a folha dos professores e servidores concursados da Educação. Porém, graças a um trabalho sério, comprometido e estendido pelas urnas, conseguimos tornar outra palavra igualmente evidente: “superação”. Como uma ostra, que é difícil de ser aberta, mas havendo persistência e técnica, atinge-se o objeto e é possível, inclusive, que pérolas sejam encontradas. Além de uma metáfora, a ostra se tornou um símbolo concreto da nossa busca, já que pelas mãos desta administração a ostreicultura se consolidou como uma rentável atividade econômica em Canguaretama. Atividade que é hoje fonte de renda e de muitas oportunidades. Foi com o apoio da Administração que, em 2017, criamos a Associação de Ostreicultores do município, um salto e tanto para o fortalecimento dessa economia. A mesma pasta promoveu o aumento e a formalização dos microempresários individuais, conhecidos como MEIS, reforçando a geração de renda. O controle dos gastos públicos, com redução de desperdícios de energia elétrica e água em todos os prédios públicos foi outro feito. Em 2018, iniciaremos a emissão de Carteiras de Trabalho pelo próprio município e implantaremos o “Plano Anual de Compras”, garantindo maior participação dos empresários locais nas compras governamentais, e o “Praça Linda", para reestruturar e embelezar as praças de Canguaretama. Na Saúde, conseguimos feitos importantes. Inauguramos o novo Centro de Referência de Canguaretama, com 15 ambientes e 20 especialidades médicas, entregamos a Unidade Básica de Saúde da Lagoa de São João e adquirimos novos equipamentos para toda a rede pública municipal. Em 2018, buscaremos os equipamentos que ainda ficaram pendentes e vamos assumir o Pronto Atendimento do Hospital Regional Doutor Getúlio de Oliveira Sales, para não desassistir a população, num ato de completo compromisso público. É o Estado dando às costas para os canguaretamenses e nós, mesmo com pouquíssimos recursos, assumindo as responsabilidades que são do Governo e não nossa. A Educação conta com atenção redobrada da administração. Em 2017, conseguimos ofertar uma quantidade expressiva de cursos. Para estudantes do Ensino Fundamental, informática básica; para concluintes do Ensino Médio, o preparatório para o IFRN; para adultos do EJA, opções do Pronatec; já para professores, o Jovens Empreendedores Primeiros Passos. Isso sem falar no atendimento aos pequenos estudantes com deficiência pela Equipe Multidisciplinar. Em 2018, vamos renovar o acervo das bibliotecas municipais, entregar o Laboratório de Ciências e implantar a caderneta virtual, que permitirá o acompanhamento online de notas e rendimentos pelos pais, aproximando-os da rotina escolar de seus filhos. No Turismo, em 2017, Canguaretama foi longe, foi a Roma, mostrando à toda a comunidade católica do mundo a história e a força dos seus Santos Mártires. Ecoamos o feito desses conterrâneos por meio de campanhas publicitárias e colocamos duas grandes iniciativas em prática: o “Projeto Orla” e o “Praia Limpa”. Em 2018, daremos seguimento ao balizamento do Rio Curimataú, promoveremos a Feira de Negócios do Camarão e daremos sequência à realização de fantours religiosos, importantes estratégias para a atração de mais fiéis ao município. Na área da Agricultura, inauguramos a Feira da Agricultura Familiar na Barra do Cunhaú, distribuímos gratuitamente sementes de milho e feijão e vacinas contra a febre aftosa e adquirimos novo veículo para a agricultura familiar, além da disponibilização de terreno e tratores para o corte de terra. Tudo isso em 2017. Este ano, vamos revitalizar o Mercado Público e o Centro de Comercialização de Frutas, Verduras e Pescados e finalizaremos o cadastro dos feirantes, para darmos início à completa reorganização e reestruturação da feira livre. Ações relevantes também foram executadas pela pasta que trata das questões ambientais. São exemplos disso: a realização da Semana do Meio Ambiente e de palestras sobre o tema nas escolas da rede pública municipal e o pleno funcionamento do Barco Escola “Caranguejo Uçá”. Em 2018, outras mais serão executadas, dentre as quais a revisão do Plano Diretor Municipal e a promoção do primeiro Congresso de Meio Ambiente de Canguaretama. No Esporte, também colocamos o time em campo. Ao longo de 2017, houve feitos importantes. A Corrida dos Mártires, o Torneio de Beach Tênis e a criação da Seleção Feminina de Futebol estão entre os que mais merecem destaque. Já começamos 2018 com avanços, como a retomada do “Fest Verão”. Queremos ainda resgatar os Jogos Escolares do município e criar o Fundo Municipal do Esporte, a ser gerido por um conselho formado por autoridades e pela comunidade. No campo da Assistência Social, podemos comemorar a oferta de atendimento do Cadastro Único e do programa Bolsa Família na localidade de Piquiri; a criação do Centro de Controle Social, integrando conselhos e facilitando a participação popular; e a implantação do programa “Criança Feliz”, para atender gestantes e crianças durante a primeira infância. O ano de 2018 nos permitirá dar novos passos, a exemplo da abertura de um Centro de Referência de Assistência Social, um CRAS, em Piquiri. Além disso, iremos capacitar profissionalmente as famílias beneficiárias do auxílio moradia, o aluguel social, objetivando sua integração ao mundo do trabalho como forma de alcançar autonomia social e financeira e auxiliar com a criação de uma cooperativa pelos catadores de materiais recicláveis de Canguaretama. Com relação à Infraestrutura e aos Serviços Urbanos, mais ações. Trocamos a iluminação amarela, de vapor de sódio, pela branca, mais econômica e eficiente, e aumentamos em 10% o número de ruas pavimentadas. Calçamento onde havia apenas barro. Outras mais virão em 2018, a exemplo da Rua do Mangueirão, da principal do Bosque das Palmeiras e de muitas vias em Piquiri. Vamos trabalhar também na contenção da erosão da Barra do Cunhaú, na construção do aterro controlado e na regularização fundiária, beneficiando mais de 300 famílias. Como foi possível constatar, as dificuldades são muitas, mas os feitos e as metas também são. A superação só tem acontecido em Canguaretama nesse contexto de crise porque existe, por parte da Prefeitura Municipal, a realização de muito trabalho. Para que essa dinâmica continue a acontecer, sem obstáculos criados por interesses menores e particulares, a administração conta com o apoio e a parceria da Câmara Municipal. De mãos dadas e com menos dedos em riste, poderemos avançar o quanto queremos e as dificuldades criadas pela recessão servirão apenas para nos tornarmos mais fortes. Canguaretama é maior que tudo isso. Muito obrigada e até a próxima oportunidade. Que Nossa Senhora da Conceição e os Santos Mártires do Cunhaú nos ajudem nos nossos propósitos, promovam a união dos bons e iluminem a busca conjunta por avanços e soluções”.